A RECRIA

Percebendo o crescimento dos estudos sobre a relação das crianças e dos adolescentes com a mídia, pesquisadoras de oito Estados do Brasil e também vivendo em Portugal criaram a Recria – Rede de Pesquisa em Comunicação, Infâncias e Adolescências. A iniciativa busca fomentar, a partir do olhar da comunicação, estudos, formações e atividades de extensão sobre modos como os mais jovens são representados pela mídia e sobre os usos que fazem dos diversos suportes e linguagens midiáticas.

Reunião de apresentação dos pesquisadores da Rede (outubro 2021)

Fundada em março de 2021, desenvolve três eixos de atuação: a articulação entre pesquisadores, o estabelecimento de projetos de investigação e extensão conjuntos e a organização de eventos e de publicações.

A Recria se organiza a partir de laboratórios e grupos de pesquisa distribuídos pelo país, e também internacionais, que acolhem e realizam investigações diretamente relacionadas às interseções entre infância, adolescência e comunicação, com o olhar para a realidade brasileira, além de pesquisadores colaboradores, de outras instituições. Os GPS e laboratórios que formam a rede são:  

  • AnimaMídia – Grupo de Pesquisa em Desenho Animado (UFF)
  • CICS.NOVA – Centro Interdisciplinar de Ciências Sociais (NOVA – Portugal)  
  • Criança na Mídia: Núcleo de Estudos em Comunicação, Educação e Cultura (Universidade Feevale)
  • Epistemologia do diálogo social (ECA-USP)
  • ESC – Ética na Sociedade de Consumo (UFF)
  • LabGim – Laboratório de Pesquisas da Comunicação nas Infâncias (PUC-RS)
  • LabGrim – Laboratório de Pesquisa da Relação Infância, Juventude e Mídia (UFC)
  • NUPEJOR – Núcleo de Pesquisa em Jornalismo (UFRGS)
  • OPSlab – Laboratório de Estudos e Observação em Publicidade, Comunicação e Sociedade (UFMT)
  • PHiNC – Publicidade Híbrida e Narrativas do Consumo (UFPE)
  • Ponto – Afetos, Gêneros, Narrativas
  • Sociedade mediatizada: processos, tecnologia e linguagem (PUC – Campinas)